Porque começar um blog em pleno 2020?

Olá!
Eu sou a Aline, estamos em 2020 e eu resolvi criar um blog. E porque essa ideia maluca, quando tenho a impressão que hoje em dia ninguém mais lê nada com mais de 280 caracteres?

O motivo principal: Eu adoro ler, sempre adorei. Quando eu era adolescente meu sonho era trabalhar numa livraria. Nunca aconteceu, mas eu sempre disse pra mim mesma que quando fosse adulta queria ter uma profissão que me permitisse comprar o tanto de livros que quisesse. Meu ideal de pessoa que se deu bem na vida era alguém que entra numa livraria e compra 3 livros de uma vez (luxo!). Eu não tinha esse poder aquisitivo, mas mesmo sem dinheiro, eu lia muito. Pegava livros na biblioteca da escola, emprestava de amigos e até levava livros antigos lá de casa pra trocar em sebos por outros que eu queria ler.

Aí que quando eu virei adulta e comecei a trabalhar, fui ficando mais e mais ocupada e ao invés de comprar vários livros, acabei deixando a leitura meio de lado. Quando estava no metrô, esperando numa fila, ou mesmo antes de dormir – momentos em que eu costumava ler – eu sempre me distraía com meu celular. Aos poucos parei de ter sempre um livro na bolsa (muito pesado), até que eles não estavam mais nem na minha mesa de cabeceira. Eu tive uma fase bem ruim que entrei totalmente em crise e comecei a fazer terapia. A terapia me ajudou (e ajuda) muito a entender melhor quem eu sou e que espaço ocupo no mundo.

Recuperando mais minha identidade, comecei a sentir falta dos livros. Parecia que eu era muito mais inteligente quando era mais nova e lia muito (provavelmente eu era mesmo!). Até que no começo de 2017 eu resolvi priorizar os livros de novo e como resolução de ano novo me comprometi a ler pelo menos 6 livros (um a cada dois meses não é tanto assim, afinal). Deu certo, no final de 2017 eu vi que tinha lido 11 livros! Aí na virada de ano pra 2018 me senti confiante e me comprometi a ler 12 (um por mês). Deu certo também, e venho mantendo essa meta até hoje.

Acho que uma coisa que acontece é que quanto mais lemos, mais dá vontade de compartilhar aquilo tudo. E aí que vem minha segunda razão, eu adoro escrever. Eu escrevo muito, todos os dias, mas a maioria das coisas que escrevo não mostro pra ninguém. Eu tenho diários, às vezes escrevo pequenas histórias, outras vezes publico uns artigos sobre design e – o mais próximo que chego de publicar algo pessoal – uns posts longos no instagram que acho que ninguém lê.

Aí aconteceu uma coisa: no começo desse ano estava planejando mudar de país (mais uma vez) e eu tava tão confusa e com a cabeça tão cheia que tive que escrever. Sentei, e o texto fluiu super rápido, parecia que aquilo tava só esperando pra sair de mim. No final até que achei bom, dei uma revisada e resolvi postar. Eu não tinha um blog, mas postei no meu Medium (plataforma que geralmente uso só pra postar artigos sobre design) e contei nas minhas redes sociais que tinha postado. Em menos de uma semana, mais de 3 mil pessoas leram meu texto! Foi incrível pra mim, eu recebi tantas mensagens e comentários, tanta gente se identificou com a minha história. Teve gente que me agradeceu, disseram que eu trouxe novos pontos de vista e alguns até me disseram que mudaram ideias que tinham há muito tempo. Repostei esse texto aqui.

Pensei: caramba, então é esse o poder da escrita. Eu que sempre pensei que poderia ajudar pessoas através do meu trabalho (eu trabalho com UX design, e meu foco é melhorar a experiência das pessoas quando elas usam a internet), vi ali uma outra forma de poder ajudar. Dessa vez compartilhando vivências, ideias. E aí que venho pensando nessa ideia de compartilhar um pouco mais. Eu hesitei demais, porque sou uma pessoa em geral privada, não gosto de colocar tanto da minha vida online. Mas essa semana finalmente criei coragem e fiz esse site.

É isso. Pode ser que só minha mãe leia, mas também pode ser que mais gente goste. Mas se através da escrita eu puder ajudar ainda que seja uma pessoa, vai valer a pena 🙂

Qual Aline? Aquela Aline! A que gosta de escrever 🙂

ola@aquelaline.com

Publicado por aquelaline

Sou a Aline, brasileira, designer, viajante e sempre curiosa. Já morei em 4 países, falo 4 línguas e criei esse blog pra compartilhar um pouco do que aprendo por aí.

3 comentários em “Porque começar um blog em pleno 2020?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: