10 livros empoderadores escritos por mulheres

Fui desafiada a falar sobre 10 livros em 10 dias. Resolvi falar só sobre livros escritos por autoras mulheres. Já venho há alguns anos priorizando a leitura de mulheres, incluindo vários livros sobre feminismo. Pensando sobre livros empoderadores, que fazem com que a gente sinta que pode conseguir qualquer coisa, compus a minha lista. Resolvi colocar de tudo um pouco: crônicas, romance, biografia, suspense e até quadrinhos. Você com certeza vai se interessar por algum, vem comigo ⬇️

1. Os homens explicam tudo para mim –
Rebecca Solnit

Capa do livro os homens explicam tudo para mim, de Rebecca Solnit

Esse livro é uma coletânea de artigos, o primeiro deles acabou originando a expressão “mansplaining” (ou em português “explicomem”), que define aqueles caras que ficam querendo te explicar tudo, porque sempre acham que entendem tudo melhor que você, mulher. Você com certeza já passsou por situações assim e ela também, então Solnit coletou vários artigos relacionados a esse tema no livro. Um detalhe legal é que cada artigo começa com uma pintura que tem a ver com o tema, o que torna tudo mais um “conjunto”.
A maneira dela de escrever e argumentar é muito clara e consistente, o jeito como ela conta as coisas faz com que você imediatamente não só entenda e se identifique com ela, mas também faz com que você se revolte! Várias vezes lendo eu tive que fazer pausas porque fui ficando realmente brava com o patriarcado (mais do que já era). Recomendo!

2. O Caminho do Artista –
Julia Cameron

Capa do livro O Caminho do Artista, de Julia Cameron

Esse livro sobre criatividade é muito conhecido no exterior, mas nunca deslanchou de fato no Brasil.
Conhecido como Bíblia da Criatividade, O Caminho do Artista é basicamente um programa de 12 semanas para entender nossos bloqueios criativos – e assim conseguir expressar nossa criatividade. Empoderamento criativo, não importa se você é poeta, atriz, dançarina ou se só gosta de fazer crochê nos finais de semana: a autora te guia por todos os aspectos que podem estar impedindo sua criatividade de fluir totalmente. O livro é dividido em 12 capítulos, um por semana. Cada semana tem um texto e no final, exercícios. Não é um livro só pra ler, é pra ler e colocar a mão na massa! A Elizabeth Gilbert contou que já fez esse programa 3 vezes, e da terceira vez ela teve a idéia para Comer, Rezar, Amar (Spoiler alert: vou falar sobre esse livro nessa lista!).
A autora é religiosa e eu não sou, mas tentei abstrair essas partes e deu certo pra mim. Eu estou na semana 10 e quando acabar posso escrever um post contando como a experiência foi para mim.

3. Série Napolitana –
Elena Ferrante

Capa dos livros Série Napolitana, de Elena Ferrante

Esse na verdade não é um livro, mas uma série de quatro livros. A Amiga Genial, História do Novo Sobrenome, História de Quem Foge e de Quem Fica, História da Menina Perdida: juntos constituem a Série Napolitana da autora Elena Ferrante.
Os livros contam a história da amizade entre Lenú (a narradora) e Lila, e vão desde a infância delas num bairro muito pobre de Nápoles até a velhice. As amigas têm uma relação muito complexa e intricada. Você começa a ler e logo quer saber mais do que acontece. Uma hora está torcendo por Lenú, na outra se identifica mais com Lila… difícil descrever, melhor ler! Eu já li os três primeiros e estou terminando o quarto, é uma leitura muito cativante.
Pra quem não quer encarar as quase 2.000 páginas da série completa, a HBO lançou uma série baseada nos livros que é maravilhosa e super fiel à história. Por enquanto as duas primeiras temporadas (correspondentes aos 2 primeiros livros) estão online.
Curiosidade: Elena Ferrante é um pseudônimo. Não se sabe ao certo quem a autora é na vida real!

4. Sejamos todos feministas – Chimamanda N. Adichie

Capa do livro Todos devemos ser feministas, de Chimamanda N. Adichie

“E se criássemos nossas crianças ressaltando seus talentos, e não seu gênero? E se focássemos em seus interesses, sem considerar gênero?”
Chimamanda é autora, nigeriana, uma mulher incrível, super ativa no feminismo e tem vários livros maravilhosos. Esse livro é bem curtinho, mas impactante. Ela explica muito bem que feminismo significa que nós somos todos iguais (independente de gênero) e deveríamos ter os mesmos direitos.
O livro na verdade é uma versão escrita desse TED Talk de Chimamanda de 2012 que fez muito sucesso (e tem legenda em português, clica aqui).
O texto é tão poderoso que a Queen-B Beyoncé usou o texto como base pra uma música super famosa dela, a Flawless (clica aqui pra ver o clipe). Você conhecia a música, mas não conhecia a Chimamanda? Tá esperando o que pra conhecer? 😀
Acho um presente perfeito pra dar pra todas as suas amigas, amigos, amigues. Afinal, todos devemos ser feministas 😉

5. A origem do mundo –
Liv Strömquist

Capa do livro A origem do mundo, de Liv Strömquist

Essa é uma leitura bem rápida e diferente de todos os outros: em quadrinhos!
O livro é embasado em muitos fatos da história da humanidade e algumas partes são realmente chocantes. De Freud à Inquisição, é interessante ver como a sexualidade feminina é algo tabu, temido e desencorajado há tantos séculos. Através dos quadrinhos, ela nos ajuda a entender certas barreiras mentais que nós temos até hoje em dia. Sabe aqueles standards que o patriarcado impõe sobre nós, mulheres? Aqueles que a gente se pergunta: de onde surgiu isso? Então, ela explica a origem de vários. O bacana é que, entendendo de onde vem, é mais fácil perceber que não faz sentido e assim podemos nos libertar.
Adorei a maneira crítica e engraçada com que ela descreve tudo, fora que ler em quadrinhos é muito mais divertido 😄

6. Livre –
Cheryl Strayed

Capa do livro Livre, de Cheryl Strayed

Se você ler esse livro, se prepare pra querer fazer a mochila e sair viajando logo depois! Hehe 🙂
O livro é auto-biográfico, começamos conhecendo a vida da autora, e como ela virou de cabeça pra baixo depois que a mãe dela faleceu, vítima de câncer. A autora perde o prumo da vida e está totalmente perdida, quando ela resolve preparar uma mochila e fazer uma trilha enorme, a pé, sozinha.
Parece uma loucura, mas ao caminhar ela acaba descobrindo mais e mais a si mesma. É uma jornada de reencontro, muito linda de verdade.
Quando eu li, fiquei doida pra viajar sozinha por aí! Demorou um pouquinho, mas eu fui (estou falando mais sobre meu sabático aqui no blog).
Esse livro também foi transformado em filme. O filme é bom, mas o livro é muuuito melhor 🙂

7. Uma Autobiografia –
Rita Lee

Capa do livro Uma Autobiografia, de 
Rita Lee

Biografia da Rita Lee, escrita por ela. Ela é muito engraçada, eu grudei nesse livro e não conseguia parar de ler – queria muito saber o que acontecia depois e depois e depois… Sempre gostei da Rita e agora mais ainda. Ela conta sobre a infância dela numa São Paulo completamente diferente até a juventude hipponga de sexo, drogas & rock’n’roll. Ela passou por muitos momentos importantes, desde a queda do muro de Berlim até roubar umas cobras do Alice Cooper. Além das cobras, gatos e cães, ela já criou tigres e onças em casa. Foi incrível saber mais sobre os bastidores dos Mutantes, mas o maior highlight pra mim foi ver essa mulher fazendo rock, em carreira solo, num Brasil ditatorial e cheio de censura. Que feito! Apesar de todas as dificuldades com vícios e altos e baixos, a vida dela é impressionante e com certeza inspiradora.
Curiosidade: tem trechos que ela esquece e um “fantasminha” vai incrementando alguns fatos – temos que ler até o final pra descobrir quem esse fantasminha é. Muito bacana!

8. Garota Exemplar –
Gillian Flynn

Capa do livro Garota Exemplar, de Gillian Flynn

Esse é um livro de suspense! Achei numa biblioteca compartilhada e comecei a ler pq gostei da capa… não consegui parar até terminar! A história te prende absurdamente, é um daqueles livros pra devorar mesmo 🤓
Sem spoilers: basicamente a personagem principal desaparece. O livro é dividido em capítulos que são trechos do diário dela e capítulos que o marido narra. O livro se desenvolve à medida que a procura por ela acontece. Não posso contar mais nada 😡
Achei muito interessante ler depois uma entrevista com a autora, onde ela conta como desenvolveu essa história. Ela disse que o escritório dela tinha post-its por todas as partes, pra fazer com que todos os fatos e datas encaixassem bem. Funcionou, porque a trama é muito bem construída!
Tem filme também. Mas vá por mim, leia o livro 😉

9. O ano em que disse sim -Shonda Rhimes

Capa do livro O ano em que disse sim, de Shonda Rhimes

A Shonda é muito conhecida por suas séries incríveis e inesquecíveis (Grey’s Anatomy, How to get away with murder, Scandal). Quando ela lançou um livro, eu corri pra ler!
É super auto-biográfico. Ela conta que depois de rejeitar várias propostas a vida toda, em um ano ela fez a resolução de dizer sim para tudo que chamassem ela! Uma decisão bem ousada. No livro ela vai nos guiando por cada aspecto que ela disse SIM nessa jornada: desde entrevistas coletivas até começar a se exercitar mais. O capítulo que mais me marcou foi quando ela resolveu dizer sim pra “dizer não”, percebendo que dizer não para compromissos ou expectativas alheias muitas vezes significava dizer sim pra ela mesma – um insight muito importante para pessoas que, como eu, sempre querem agradar os outros. Temos que aprender a nos colocar em primeiro lugar e respeitar nossos limites.
Várias partes do livro são uma mescla de auto-biografia e auto-ajuda, de um jeito bem inspirador.

10. Comer rezar amar –
Elizabeth Gilbert

Capa do livro Comer rezar amar, de
Elizabeth Gilbert

É antigo, mas eu adoro. Li quando traduziram pro português e ano passado, antes de viajar pro meu sabático, senti vontade de reler esse livro. E foi uma ótima idéia! Afinal, também é um livro com uma mulher viajando sozinha por aí.
A Elizabeth Gilbert escreve muito bem e ler esse livro é uma delícia, você realmente consegue se conectar com ela e entender os sentimentos de cada momento. Eu me identifiquei com muitas partes do livro, fiz inúmeras dobraduras nas bordas e várias vezes fiquei um tempão pensando no que tinha acabado de ler: desde como pessoas de diferentes culturas reagem a compromissos até o sentido da vida. Pra quem gosta de viajar, pra quem está numa fase de auto-descoberta e quer uma inspiração pra mergulhar dentro de si, esse livro é uma boa (e tem filme também!).

MENÇÃO HONROSA: Histórias de ninar para Garotas Rebeldes

Capa do livro Histórias de ninar para Garotas Rebeldes

Esse é em teoria um livro infantil, mas eu não poderia deixar de mencionar. É um projeto lindo, que foi um dos crowd-fundings (vaquinha online) mais bem-sucedidos da literatura.
As autoras juntaram histórias de mulheres do mundo todo, de todas as idades, desde a Cleópatra até os dias de hoje. Cada “garota rebelde” recebe duas páginas: uma com sua biografia, outra com uma ilustração lindíssima. Todas as bios e ilustras também são feitas por… mulheres!
No livro vemos mulheres cientistas e piratas, pintoras e presidentes. Fiquei muito lisonjeada ao ver que incluíram até a Cora Coralina, poeta e doceira lá do interior de Goiás ♥️
É muito, muito inspirador! Quando eu leio esse livro, sinto que nós mulheres somos capazes de qualquer coisa! E somos mesmo 💃🏻 Se você tem uma filha, sobrinha, neta… e não sabe o que presentear, eu com certeza recomendo esse livro.

No meu instagram postei também vídeos falando de cada um dos livros! Me segue lá: aquelaline
E você, já leu alguns desses? Me conta o que achou! Ou se tem recomendações de outros livros empoderadores, me conta também 🙂

Qual Aline? Aquela Aline! A que gosta de escrever 🙂

ola@aquelaline.com

Publicado por aquelaline

Sou a Aline, brasileira, designer, viajante e sempre curiosa. Já morei em 4 países, falo 4 línguas e criei esse blog pra compartilhar um pouco do que aprendo por aí.

3 comentários em “10 livros empoderadores escritos por mulheres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: