Sabático: Como financiar alguns meses sem trabalhar (parte 2)

No post passado conversamos sobre as diferentes maneiras de viabilizar seu sabático (relacionadas ou não à seu emprego), assim como quais são as vantagens em manter o vínculo empregatício durante a viagem. Também expliquei que, na minha opinião, as chaves para economizar pro sabático são disciplina e minimalismo.
Não leu o post anterior? Clique aqui pra ler.

Agora vamos focar em estratégias para reduzir seus gastos e economizar para seu sabático dos sonhos!

De novo, a não ser que você seja uma pessoa rica, financiar seu sabático significa ter que abdicar de um monte de coisas por um tempo. Você tem que realmente querer muito e ter muita disciplina durante meses. Não é muito legal sair com suas amigas e deixar de jantar fora com elas pra comer uma torrada quando chegar em casa… mas a idéia é manter o foco e pensar que você está deixando de pedir aquele macarrão cheiroso porque em alguns meses você vai estar usando aquele mesmo dinheiro pra comer um Pad Thai em Bangkok!

Exagerei? Talvez, mas eu estou falando sério. O segredo é reduzir todos os gastos desnecessários, desde a assinatura da TV a cabo ou uma blusinha nova até aquele macarrão, sim! Porque a não ser que você ganhe na loteria, a economia tem que ser de pouquinho em pouquinho.

A não ser que você ganhe na loteria, a economia tem que ser de pouquinho em pouquinho.

Eu não sou especialista em finanças (existem vários blogs/canais no Youtube específicos pra isso, onde você pode aprender a economizar investindo seu dinheiro etc). Mas eu sou uma pessoa bem disciplinada com meus gastos – na minha família me chamam de tio Patinhas hehe – e foi assim que consegui tirar meus meses sabáticos.

Eu já passei por muitas fases bem lisas na minha vida, então desenvolvi várias técnicas pra me ajudar a gastar menos e quero compartilhar algumas com vocês. Foi o que fiz pra economizar pro meu sabático, mas pode te ajudar se você quer economizar pra alguma outra coisa também! Vamos colocar a mão na massa?

Exercício #1: Estudar seu padrão de gastos 🤓

Antes de mais nada, você precisa entender bem como gasta seu dinheiro. Faça o seguinte:

  1. Puxe seu extrato bancário dos últimos 3 meses para analisar com o que você anda gastando.
  2. Abra o tão temido Excel (se o trauma for grande, pode ser com papel e caneta também 😉 ) e lá você vai separar seus gastos em duas categorias iniciais: gastos fixos mensais e gastos ocasionais. Pode subdividir essas categorias em categorias menores (aluguel, contas, supermercado, saída com amigos, transporte, roupas etc). Só ver na sua frente como você está gastando com cada coisa já vai te ajudar a entender melhor seus padrões. Salve essa planilha com seus gastos atuais.
  3. Duplique a planilha dos gastos atuais. Na nova planilha, você vai pensar em como quer que sejam seus gastos futuros em cada uma dessas categorias. Beba uma aguinha e respire fundo. Você vai trazer seu lado crítico e começar a olhar pra cada item listado ali e se perguntar: como posso reduzir essa categoria? Existe alguma onde você claramente está gastando mais do que deveria?
  4. Imprima a sua planilha ideal e cole num lugar que você veja com frequência (pode ser até na frente do vaso!). Do lado da planilha, cole uma foto do seu destino dos sonhos. Isso é um lembrete visual de você pra você mesma, pra não esquecer dos seus objetivos.

Esse exercício é difícil, então vou dar alguns exemplos de cortes que funcionaram pra mim:

  • Eu realmente preciso do meu plano atual de celular? (Ligue na sua empresa de celular e diga que quer cancelar sua conta pra migrar pra outra empresa mais barata. Eles vão te oferecer um plano mais barato para não perderem a cliente. Eu, por exemplo, depois dessa ligação passei a economizar 20 dinheiros por mês. Se sua empresa não te oferecer um plano melhor, troque de empresa!)
  • Eu realmente preciso de ter TV a cabo E Netflix? (Não, cancelei a TV).
  • Eu realmente preciso comprar aquela cerveja chique no supermercado? (Não).
  • Eu realmente preciso ter amazon prime ou outros serviços por assinatura? (Eu não tinha, mas se tivesse teria cancelado).
  • Eu realmente preciso pegar um Uber, ou posso caminhar/ir de bicicleta/ir de ônibus?
  • Eu realmente preciso pedir um delivery? (Ainda mais na quarentena!)
  • Eu realmente preciso daquele sapato novo? (Muito provavelmente a resposta é não).
  • Eu realmente preciso de um vestido novo? (Com certeza não!)
  • Eu realmente preciso de mais um tom de esmalte? (Não, não, não).

Você vai viajar só com uma mochila, então já não vai precisar de quase nada que tem no seu armário agora.

Alguns gastos fixos difíceis, mas possíveis de reduzir são conta de água/eletricidade. Aluguel costuma ser difícil também, mas se você sempre paga em dia, pode tentar falar com a proprietária e pedir uma redução. Uma vez eu descobri que o meu aluguel era mais caro que o dos meus vizinhos. Conversamos com a proprietária e, como éramos boas inquilinas, conseguimos uma redução. Ou seja, é possível. O pior que pode acontecer é que te digam não.

Exercício #2: Reeducação financeira 💰

Esse exercício é mais simples em teoria, mas requer muita disciplina. Agora que você fez sua planilha com seu ideal de gastos futuros, vamos entender como controlar esses gastos.

  1. Você vai baixar um aplicativo de finanças e vai anotar cada gasto seu. Não omita nada, o aplicativo é seu, então coloque com sinceridade tudo que gastar. Isso é uma ferramenta que funciona tanto pra você entender onde seu dinheiro vai, quanto pra te ajudar a ter mais controle.
    Se não quiser baixar um aplicativo, pode ser um caderninho de bolso também! O importante é que você registre tudo em algum lugar.
  2. No final de cada mês, compare o que você gastou de fato com a planilha dos seus objetivos. Esse mês já foi melhor que o passado? O que você pode melhorar mês que vem?
  3. Essa é a melhor parte: se você conseguiu seus objetivos mensais, fique orgulhosa de você mesma, pegue o dinheiro que sobrou, coloque na poupança e NÃO MEXA. Quer dizer, se você vai investir em algo mais rentável que poupança pode usar pra isso. Mas o principal é não gastar aquilo que você juntou.

Outras ideias 💡

  • Sempre que possível, prefira usar dinheiro em espécie. Parece bobo, mas não é. É muito mais fácil passar seu cartão e pagar 40 reais pra alguma coisa do que entregar 4 notinhas de 10. Usar dinheiro físico te dá uma noção muito mais clara do valor que você está gastando. Muitas vezes a gente nem sabe muito bem quanto está nossa conta do cartão. Mas se você paga em espécie sabe exatamente quanto pagou por algo. Outra vantagem é que você pode se dar um limite de gastos e cumprir.
    Por exemplo: é sábado e você vai pra uma festa. Você determinou que quer gastar no máximo 30R$ nessa noite, então você leva na carteira 30R$. Assim que seu dinheiro acabar, você não vai gastar mais que isso, porque só trouxe isso.
    Em fases em que estava muito apertada essa técnica me ajudou demais a controlar os gastos.
    .
  • Festa de troca de roupas: organize com algumas amigas um dia para levarem roupas e cosméticos que compraram, mas por algum motivo não estão usando. Lá vocês vão colocar tudo numa pilha e cada uma pode escolher que roupas/sapatos/esmaltes gosta. No final, o que ninguém quiser vai pra doação! Eu já fiz isso com amigas várias vezes e é maravilhoso, porque todo mundo vai pra casa com um monte de coisas novas sem gastar nada. É tão legal ver que aquela sua roupa que estava esquecida vai ganhar nova vida com sua amiga. E no final o volume de doações é muito maior, todo mundo fica feliz 🙂
    .
  • Pare de pedir almoço com seus colegas de trabalho, comece a levar sua marmita. Eu passei a me programar pra nos domingos cozinhar meu almoço pra semana inteira, e congelar. Assim cortei boa parte dos meus gastos com alimentação e ainda comecei a me alimentar melhor, já que com os colegas muitas vezes acabávamos comendo pizza, por exemplo.
    .
  • Em geral: não compre coisas novas que não sejam absolutamente necessárias, tanto em roupas quando em cosméticos. Use tudo que você já tem até o fim. Não compre um shampoo novo se você ainda tem 3 frascos no seu banheiro. Use todos os 3 até o fim, e só então compre UM novo. Por um ano (antes do meu sabático) não comprei quase nada de vestiário e cosméticos pq decidi terminar tudo que eu já tinha (se eu não terminasse, ia estragar de qualquer forma enquanto estivesse fora).
    .
  • Esse conselho de usar tudo até o fim vale também pra sua cozinha! Muitas vezes compramos algo que fica no fundo do armário e acaba perdendo porque esquecemos de usar. Olhe tudo que você tem em casa, e comece a usar tudo que você já tem antes de comprar comidas novas. Experimente com receitas diferentes, seja criativa e divirta-se na cozinha!
    .
  • Coma mais verde! Vegetais, legumes, frutas e folhas são baratos e muito nutritivos, maravilhosos pra sua saúde. Hoje sou vegetariana, mas na época ainda não era. Mesmo assim, cortei demais meu consumo de carne (talvez só 1x/semana), e isso ajudou o meio ambiente e o meu bolso.
    .
  • Ande sempre com uma garrafa de água e um snack na bolsa/mochila. Podem ser nozes, frutas, uma barrinha de cereais… não é porque você não quer gastar com comida na rua que você vai ficar com fome nem sede! Por favor, comam direito e se hidratem.

Em resumo… parece difícil e muito restritivo? Sim! E é. Talvez você esteja numa situação financeira melhor e nem precise de todos esses cortes. Talvez você esteja numa situação em que precisa de todos esses cortes e mais um pouco. De qualquer forma, espero ter ajudado. Ficou alguma dúvida, ou tem alguma outra sugestão que eu não falei aqui? Me conta 🙂

A última coisa que tenho a te dizer é: quando você estiver tomando sol naquele praia linda da Bahia, tendo o dia todo livre pra fazer o que você quiser, sem pensar em trabalho… todo esse esforço vai valer a pena!

Essa é uma série de posts sobre sabático. Para não perder os próximos posts, coloque seu e-mail aqui do lado, na caixinha da newsletter. Assim você recebe e-mails sempre que tem post novo!

Qual Aline? Aquela Aline! A que gosta de escrever 🙂

ola@aquelaline.com

Publicado por aquelaline

Sou a Aline, brasileira, designer, viajante e sempre curiosa. Já morei em 4 países, falo 4 línguas e criei esse blog pra compartilhar um pouco do que aprendo por aí.

4 comentários em “Sabático: Como financiar alguns meses sem trabalhar (parte 2)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: